Governo pretende corrigir tabela do IRPF de acordo com a inflação

Após o reajuste da tabela do Imposto de Renda para pessoa física este ano para 4,5%, o governo federal pretende, ao longo de quatro anos, corrigi-la de acordo com a meta da inflação. A presidente não deixou claro que o faria, porém, prometeu pensar cuidadosamente na proposta, o que a torna mais real. Com a correção, ainda não se sabe o impacto que a ser causado nos cofres públicos, mas ela seria feita pelo percentual inflacional de cada ano.

Os sindicalistas propuseram outro plano, o de atualizar as faixas da tabela do imposto de renda que, segundo eles, não atendem a todas as faixas salariais brasileiras. Ainda não se sabe quantas faixas serão adicionadas, mas a presidente prometeu estudá-las durante seu mandato.

Depois do encontro de Dilma com os sindicalistas, ficou acertado que eles não pediriam pelo reajuste de 6,47% na tabela desse ano contanto que ele seja feito a longo prazo. A presidente ainda disse que montará uma mesa de discussão permanente com os sindicalistas, a pedido deles. 

Por Flávia Yoshitani

Postar Comentário