Décimo terceiro salário – Dicas para evitar as dívidas

Fim de ano chegando e, juntamente, a expectativa do bendito 13º salário. O dinheiro “a mais” que muitos aguardam ansiosos, e que, muitas vezes, já tem até destino. Pois então, o dia 30 de novembro é a data, a qual dá o direito ao trabalhador, com registro em carteira, receber a primeira parcela do valor, incluindo as sacrificantes horas extras e demais adicionais.

Embora seja o momento mais esperado do ano é necessária muita cautela, pois o 13º, quando bem utilizado pode render muitos frutos. Contudo, é preciso agir com discernimento: gastos impulsivos devem ser aniquilados.

Sendo assim, ao recebê-lo procure aproveitá-lo da melhor forma. Evite realizar compras impulsivamente, analise preços, leve em consideração se é necessário consumir determinado produto ou serviço. Planejar é o melhor e mais inteligente caminho.

Foto: Divulgação

Logo, dê prioridade em saldar dívidas, se possível, quite-as. Caso contrário, tente renegociar o valor dessas dívidas, de modo a aliviá-las um pouco. Já, as compras de final de ano são inevitáveis, por isso, aja com cautela. Procure planejar antecipadamente esses gastos, afinal, você terá que pagá-las mais cedo ou mais tarde.

E não esqueça: começo de ano sempre vem acompanhado de muitos pagamentos, não apenas a fatura do cartão e a compra do material escolar, mas impostos, como: IPVA e IPTU. Procure utilizar o 13º para pagar quitar esses gastos. E, se sobrar, invista, seja colocando na poupança ou em fundos de investimento. Isso sim renderá frutos.

Por Karen Igari

Postar Comentário