Nova tabela do Imposto de Renda está em vigor

Já está em vigor a nova tabela de Imposto de Renda. Essa terá a correção de 4,5%. A dedução, com efeito, será para os salários de 2014, mas terão validade para o imposto de renda do ano de 2015. O fato, no entanto, é que, desde 2007, a tabela vem sendo corrigida em 4,5%. A previsão era que em 2010, o parâmetro de correção seria outro. Seja lá como for, por conta da medida Provisória nº 528, então chancelada em 2011, o governo decidiu manter esse percentual para o ano de 2014. Por isso, para os leitores ficarem por dentro do que está ocorrendo, a questão é que a tabela de declaração será a mesma do ano passado, de modo que todos podem ficar mais tranquilos quanto a isso.

Um ponto interessante, em todo o caso, é que as pessoas que ganham até R$ 1.787,77, por mês serão isentas do pagamento do imposto de renda. Aliás, outra coisa que deve ser estudada é a questão da defasagem que, de acordo com o  Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal, deverá no ano de 2014 ficar em torno de 60%.  Pesquisas apontam que os brasileiros precisam ficar atentos a esses números.

Em todo o caso, no que tange a inflação, o detalhe é que deve girar em torno de 5,73%. Enquanto que a correção do imposto de renda será, como bem informamos, de 4,5%.  O sindicato, por sua vez, também ressaltou que pessoas de renda baixa, que antes não pagavam o tributo, também passaram a colaborar com o IR.

Seja como for, provavelmente os leitores estão se perguntado o motivo dessa correção de 4,5%. Isso ocorre porque o governo tem essa meta em termos de inflação anual.

Vale lembrar que esta tabela já está em  perfeito funcionamento desde o dia 1º de janeiro de 2014.

Por Juan Wihelm

Imposto de Renda 2014

Foto: Divulgação

Uma resposta para "Nova tabela do Imposto de Renda está em vigor"

  1. Isso é um ato de covardia com os brasileiros, quem pode nos livrar deste roubo mais uma vez , com esta correção absurda da tabela do IR. Já não basta a pesada carga tributária que pagamos anualmente? Os salários tem aumentado nos ultimos anos de 7 à 9% e a tabela de desconto apenas 4,5% ou seja , não estamos tendo este aumento nos salários, o governo está os sugando este aumento, e a cada ano tenho que reservar mais do meu salário para pagar imposto, e mais duro de tudo é para cobrir a cada ano aumento do gasto do governo. O governo nos rouba as estradas pagos por nós e entregua para empresas privadas para ter lucro (em São Paulo sabemos nas mãos de quem foram), Na saude publica também dificultam votação de recursos para beneficiar Empresas de planos de saude que hoje nadam de braçada e também com a segurança publica que tem feito a população tirar mais do seu salário para te-la e cuidar de seus bens.
    Até quando.
    Será que tem alguém que possa a conter esses roubos contra os nossos salários, pois estamos aos poucos voltando à séculos atrás quando a população ou pagava o imposto que era determinado, ou comsorte era preso quando não morto.
    E voçês governo, quando vão diminuir seus gastos, salários e aposentarias co regras iguais aos nossos, o que faz de voçês diferentes de nós.
    Uma coisa é certo, um dia todos vamos prestar contas a Deus, vocês podem ter certeza disso, tenho dó de quem não acredita.

Postar Comentário