Dicas de onde investir o dinheiro recebido da restituição do IR

Para aqueles contribuintes que realizaram a declaração de imposto de renda, fiquem atentos, pois o quinto lote para a restituição do imposto de renda Pessoa Física (IRPF) foi liberado desde o dia 8 de outubro de 2014. O crédito bancário será disponibilizado a partir do dia 15 de outubro.

O lote contempla ainda a restituição de 2013 a 2008 (Considerando sempre o ano-calendário anterior. Exemplo: 2008 com ano-calendário 2007).

Se o contribuinte não sabe se tem direito a restituição poderá acessar o site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o telefone 146. É possível ainda ver o extrato e o processamento dos dados informados. O prazo de disponibilidade da restituição é de um ano.

Para quem ainda não sabe o que fazer com esse dinheiro extra, algumas das opções, segundo especialistas, é, por exemplo, liquidar dívidas e entrar o próximo ano de 2015 com o saldo de dividas zerado.

O contribuinte restituído pode ainda fazer uma reserva na poupança para casos de emergências, dívidas obrigatórias futuras, como IPVA, material escolar, etc, ou investir em uma previdência privada para usufruir de maior conforto daqui a alguns anos.

É possível ainda planejar e realizar aquela tão sonhada viagem ou investir em algum negócio que proporcione retorno num médio e longo prazo. Tais investimentos vão depender, na verdade, do quanto será sua restituição. Especialistas indicam opções diferentes para os níveis de renda, que podem variar para quem ganha até R$ 5.000 ou acima de R$ 10.000, como informa zh.clicrbs.com.br.

Outra possibilidade é o investimento em ações da bolsa de valores, porém, esse tipo de investimento só é aconselhável para aqueles que não têm medo de perder dinheiro, já que é um mercado bastante oscilatório e especulativo, podendo trazer ganhos ou perdas num rápido espaço de tempo. Esse, portanto, é um investimento que só é compensável para poucos, tendo em vista que quem ganha realmente nesse mercado costuma investir milhões, o que aí sim, torna o negócio, bastante rentável.

Por Roberta Lima

Dinheiro

Foto: Divulgação

Postar Comentário