Dicas de investimentos isentos do Imposto de Renda

Atualmente, muitas pessoas buscam guardar o seu dinheiro na poupança, pois além de acreditar que o seu dinheiro está seguro, considera-se como um plus, pois o dinheiro colocado na poupança fica isento do Imposto de Renda. No entanto, esta pode não ser uma prática muito inteligente, já que diversos outros investimentos possuem um rendimento superior e também não são considerados na hora de declarar ao Leão.

O Governo Federal concedeu à pessoa física, a possibilidade de efetuar investimentos de renda fixa sem cobrar o IR. As letras de crédito imobiliário, letras de crédito de agronegócio e debêntures de infraestrutura são três desses tipos de investimentos.

As LCI, letra de crédito imobiliário, são emitidas por instituições ligadas ao Banco Central com o objetivo de captar recursos para o setor imobiliário. A remuneração pode ser pré ou pós-fixada tendo como referência o certificado de depósito interbancário (CDI). A LCI possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, FGC. A LCA, letra de crédito do agronegócio possui as mesmas garantias da poupança e as mesmas vantagens da letra de crédito imobiliário. Pode ser emitida por empresas do setor financeiro tanto públicas quanto privadas para fins de agronegócio.

No ganho de capital e no rendimento, os debêntures de infraestrutura são isentos do IR se cumprirem com a Lei 12.431. Como elas não possuem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito, por isso é preciso investigar bem quem emite as letras e o seu rating no controle de risco. A remuneração deste tipo de investimento está composto por uma taxa fixa mais um indexador da inflação.

Considerando que no ano passado a poupança rendeu 7,02% e o CDI 10,81%. Se o contexto econômico permanecer similar, vale mais a pena investir em renda fixa do que manter na poupança.

Pense que da mesma forma você terá o seu dinheiro assegurado, contudo, o seu investimento renderá bem mais em um fundo de renda fixa.

Por Melina Menezes

Postar Comentário