Consulta ao 7º Lote de Restituição do Imposto de Renda 2015

Receita Federal libera a consulta ao último lote de restituições do imposto de renda 2015. Quem não estiver neste lote deve regularizar a declaração pois caiu na malha fina.

A Receita Federal divulgou que a partir de hoje, 09 de novembro, quarta-feira, estão disponíveis as consultas ao último lote de restituição do imposto de renda 2015. Os valores para aqueles que possuem restituição a receber serão pagos no dia 15 de dezembro deste ano. No total serão mais de R$ 3,4 bilhões distribuídos para 2,7 milhões de contribuintes.

A consulta pode ser feita no endereço eletrônico da Receita (www.receita.fazenda.gov.br), pelo telefone 146 ou ainda pelo aplicativo disponível nos dispositivos móveis.

As pessoas que não estiverem nesse sétimo lote tiveram a declaração retida e estão na famosa malha fina para verificar as inconsistências. De acordo com os dados da Receita Federal, 617.695 contribuintes, o que corresponde a 2,1% do total, estão na malha fina.

Na segunda-feira, dia 07 de novembro, a consulta chegou a ser liberada por alguns instantes, mas foi fechada durante a tarde. O incidente não foi explicado pela Receita Federal.

Os lotes residuais do imposto de renda de 2004 a 2008 também podem ser consultados nesta quarta-feira. Em relação a estes, o valor total que será pago é de R$ 3,6 bilhões.

O principal motivo para retenção na malha fina, conforme dito pela Receita Federal, foi a omissão de rendimentos que correspondeu a 29,3% do total. Também foram motivos para retenção despesas médicas (21%), dedução de despesas com previdência oficial ou privada (24%), não comprovação do IRRF pela fonte pagadora, inclusive ausência de DIRF (7,1%), pensão alimentícia com indícios de falsidade (5,3%) e omissão de rendimentos de aluguéis (5,6%).

Para saber se a declaração do imposto de renda caiu na malha fina, basta acessar o site da Receita Federal e consultar o extrato do imposto de renda disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). É possível entender quais as inconsistências ou pendências encontradas.

Sabendo das inconsistências, o contribuinte pode retificar os dados por meio de uma declaração enviada ao Fisco e, consequentemente, sair da malha fina. Após a resolução, caso seja passível de restituição, será incluída nos próximos lotes do Imposto de Renda.

Bruna Rocha Rodrigues

Postar Comentário