Antecipação da Restituição do Imposto de Renda

Procura por este tipo de empréstimo aumenta nos bancos.

A restituição do imposto de renda teve uma procura desenfreada por conta da dificuldade financeira que a população brasileira está passando e a falta de emprego.

Um dos bancos que registrou uma das maiores altas de empréstimos foi o Itaú Unibanco, que teve uma alta de 81% do mês de março até maio, em comparação a mesma época de 2015. O Bradesco registrou um aumento de 30%, comparado ao ano passado.

Segundo o Banco do Brasil, se compararmos o mesmo período de 2015, a alta foi só de 6%, já a Caixa Econômica afirma que sua média de empréstimos continua a mesma do ano passado, enquanto que o Santander não deu nenhuma posição. Todas as informações foram passadas pelas assessorias dos bancos.

De acordo com o diretor-executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), Miguel Ribeiro de Oliveira, Os bancos tiveram que se precaver e fazer uma seleção mais criteriosa, na hora da liberação de créditos, por conta do aumento de calotes, diz ele.

Já a linha de antecipação do IR tornou o empréstimos para o banco mais tranquilo, pois tem a garantia da restituição do IR. “Para o banco , é uma operação com menor risco”, afirma Miguel.

Segundo ele as taxas de juros são bem mais baixas, em torno de 3% a 3,5% ao mês. Diferente do empréstimo tradicional, que cobra uma média de 4,63% ao mês, conforme dados passados pela Anefac no mês de junho.

Como funciona a antecipação do IR?

O cliente pode solicitar junto ao banco a quantia que desejar, Vale lembrar que o limite é quantia a ser restituída pelo IR ou estipulada pelo banco. Também é necessário ser cliente e ter feito indicação da agência bancária.

Existe risco?

Há risco do contribuinte ser pego na malha fina do IR. Se acontecer, perde a restituição e ainda vai ter que pagar o banco ou fazer outro empréstimo.

Quando vale a pena?

André Matarazzo, educador financeiro, alerta que somente deve ser feito em caso de grande necessidade, não é aconselhável fazer habitualmente. É válido se for dívida no cheque especial ou cartão de crédito, mas sabendo que os juros são altos.

Por Ruth Galvão

Postar Comentário