Consulta ao 6º lote da restituição do IR

Receita Federal anunciou a consulta ao 6º lote da restituição do imposto de renda.

Para os contribuintes brasileiros que têm restituição do imposto de renda a receber do governo e que aguardam a liberação da próxima parcela, uma boa notícia: a Receita Federal anunciou nesta terça-feira, dia 08, que a consulta no site da instituição sobre o sexto lote que já está disponível para quem quer saber se consta como um dos beneficiários.

Mas os que têm algum dinheiro a receber do Leão devem ficar atentos. Só entrarão nesta lista aqueles com restituição resultante da declaração feita neste ano de 2016 e aqueles contribuintes que foram pegos na malha fina nos anos de 2008 a 2015. Para estes, a Receita vai disponibilizar os chamados grupos residuais. São os declarantes que cujo imposto de renda apresentou alguma pendência e que fizeram a devida retificação e terão direito ao reembolso.

Caso o contribuinte que entregou a declaração em 2016 e que teria direito à parcela, mas seu nome não consta nesta lista, ele terá que aguardar até próximo mês, último a ser disponibilizada a restituição. A Receita Federal já mandou avisar para caso alguém não esteja na listagem de dezembro próximo, fatalmente, seu nome deve ter caído na malha do Leão. Neste caso, o declarante deverá ser chamado para prestar esclarecimentos e providenciar o ajuste de contas com o órgão.

A previsão dos técnicos da Receita é que, neste mês de novembro, seja devolvida ao bolso dos contribuintes uma quantia superior aos R$ 2,5 bilhões para um total de cerca de mais de dois milhões de declarantes. A data de início de pagamento dos valores está prevista para o próximo dia 16. Os primeiros a receberem deverão ser os idosos e os portadores de algum tipo de deficiência e que apresentam alguma doença grave. Logo após, deverão ser restituídos os demais contribuintes na ordem de entrega da declaração anual de 2016. Ou seja, quem deixou para enviar os dados no último dia do prazo (30 de abril) e tiver direito aos valores, deverá fazer parte do grupo a receber por último.

Para uma maior comodidade e para facilitar a vida dos brasileiros, a Receita Federal disponibilizou um endereço eletrônico para a consulta: www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp.

A consulta também poderá ser feita através dos aplicativos que estão sendo disponibilizados para smartphones e tablets, onde o contribuinte com seu CPF poderá ter acesso aos seus dados diretos no banco de dados da Receita.

Por Emmanoel Gomes

Postar Comentário