Imposto de Renda – Faixa de Isenção deve Aumentar em 2017

Governo pode ampliar a faixa de isenção do imposto de renda em 2017.

A partir dos outros acontecimentos, o governo do Presidente Michel Temer parece estar recompensando esforços para tentar levantar e estabilizar a economia. Uma dessas medidas é um novo aumento para a faixa de isenção do imposto de renda. Dessa forma, contribuintes com rendas até R$1.903,98 (mil novecentos e noventa e três reais e noventa e oito centavos) não tem mais obrigação de pagar o imposto (IRPF).

Houve informações que esse valor poderia atingir oito mil reais, porém, essa informação foi negada por Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil.

Ainda há uma possibilidade para a criação de uma nova faixa de renda acima dos vinte mil reais mensais. O valor de contribuição, nesse caso, poderia variar entre 30% e 35%.

Além disso, a Receita Federal já divulgou, desde janeiro, o cronograma oficial para que os contribuintes consigam cumprir os seus deveres em dia. Para ter acesso a esse calendário, acesse o link clicando aqui.

A Receita Federal também está disponibilizando um link para quem vai contribuir e quer saber o valor exato do imposto a ser pago. Você pode encontrá-lo acessando o link e clicando aqui.

É importante lembrar: Tanto pessoas físicas, quanto jurídicas (empresas e que estão munidas de CNPJ) podem declarar o imposto.

Para declarar, o passo a passo é simples. Basta reunir os documentos exigidos no site da Receita Federal, tendo de ser entregues até abril desse ano.

O imposto de renda, além de levar em consideração o valor da renda dos contribuintes, leva também em consideração o tempo de exercício de profissão. Portanto, é analisado o profissional que esteja empregado por mais de um ano. Essa consideração está em pauta no artigo 17 do Decreto nº 16.581 de 4 de setembro de 1924.

A criação do imposto de renda foi instituída no Brasil no ano de 1922 e sua sonegação é crime.

Em um breve parênteses e sobre a remanescente polêmica sobre a reforma tributária, há o levante de algumas questões dentro da política brasileira. Em recente entrevista, o deputado federal Luiz Carlos Hauly, do PSDB, é também relator da reforma brasileira, argumentando sobre a necessidade da revisão progressiva sobre o imposto de renda e que já existem 5 impostos aplicados sobre a renda atual dos brasileiros.

Yamí de Araújo Couto

Postar Comentário